Escovar os dentes com o dedo: Foi dormir na casa de um colega e esqueceu a escova de dentes? Uma vez ou outra não tem problema, mas saiba que o ato serve mais para livrar a consciência e melhorar o hálito momentaneamente do que higienizar a boca em si. Porém, o hábito de escovar os dentes com o dedo faz com que o índice de cárie, placa bacteriana e tártaro aumente. É a pior escovação que pode existir, já que não há atrito e as bactérias não são removidas, uma vez que esses microrganismos têm ventosas e grudam na superfície dos dentes.

Tirar carne presa no meio dos dentes com um pedaço de papel: Se um pedaço de papel pode cortar o dedo, imagina a sua gengiva? Além disso, ele não remove os restos de alimento com eficácia, pois a placa continua retida. Você não limpa – só se machuca – o que pode acabar inflamando a gengiva.

Pegar escova de dentes emprestada: Golden Goose Deluxe Brand Acha que beijar o namorado e usar a mesma escova não tem diferença? Mas tem. A impregnação da bactéria na escova é muito maior. Os microrganismos se proliferam por umidade e, quando levada a boca, ela adquire novas bactérias. Nunca compartilhe sua escova de dentes, mesmo que seja com seu filho ou parente – cada pessoa deve ter a sua.

Chupar bala para disfarçar o mau hálito: Chupar balas não resolve o problema do mau hálito, pelo contrário, agrava ainda mais, pois as bactérias que provocam o mau hálito se alimentam do açúcar que a pessoa deixou na forma de restos alimentares.