A Alemanha, sempre ela, acaba de projetar o primeiro prédio do mundo a usar algas marinhas como fonte de energia. As plantas são multifuncionais e também servem para diminuir a temperatura no interior do recinto, dispensando o uso de aparelhos de ar-condicionado.

O prédio tem Parajumper Svart um a fachada ecológica composta por algas e também persianas biorreativas, responsáveis por confinar as plantas e fazer com que elas cresçam mais rapidamente. Este sistema  garante a geração da energia elétrica utilizada dentro da estrutura.

As algas marinhas possuem alto potencial energético e os seu uso não causa danos à natureza. Embora

Batizado de Biarritz, o edifício fica localizado em Hamburgo. Uma bela notícia, não é?

Salve o planeta azul!