21 3234-0238 / 21 2567-6256
Av. Melo Matos, 18 - Tijuca, Rio de Janeiro/RJ, 20270-290
Clique aqui para marcar sua consulta

Implantes Dentários

Outros tratamentos

O implante odontológico é feito em titânio e é um substituto para a raiz do dente perdido, funcionando como uma base estável para a futura prótese. O implante fica firmemente aderido ao osso por meio da osseointegração. Portanto, é possível proporcionar dentes que se pareçam e funcionem como se fossem seus.
Quando você deveria considerar o tratamento com implantes dentários:

  • Perda de um ou mais dentes;
  • Mudanças pouco atraentes em seu aspecto dento-facial;
  • Falta de confiança no falar ou rir;
  • Risco de perda de dente por doença periodontal;
  • Dificuldade de mastigar certos alimentos;
  • Prótese total (dentadura) ou parcial (ponte móvel);
  • Fratura envolvendo a raiz do dente;
  • Possibilidade de perder uma prótese fixa, quando um ou mais dentes naturais se enfraquecem.

Vantagens

O tratamento com implantes tem melhorado a vida de muitas pessoas, trazendo benefícios e vantagens tais como:

  • Sentimento de mastigar com seu próprio dente;
  • Melhora da saúde graças à capacidade de mastigar uma ampla variedade de alimentos nutritivos;
  • A restauração da boca da forma mais parecida com seu estado natural;
  • Preservação da estrutura dos ossos maxilares pela redução de possível deterioração, mantendo a estética facial;
  • Evita o desgaste de dentes vizinhos, necessários para a colocação de próteses fixas sem implantes;
  • Quando indicado, o paciente poderá ter seus dentes em até 24 horas após a cirurgia;
  • Maior conforto e confiança devido à eliminação de próteses totais ou próteses parciais mal ajustadas ou soltas.

Implantes Dentários: dentes que parecem e funcionam como se fossem naturais.
A perda de dentes é um problema comum a milhões de pessoas. Infelizmente, existem muitas dificuldades associadas a essa situação.

Para a grande maioria das pessoas, a falta de autoestima devido à perda de seus dentes é uma situação social embaraçante. Frequentemente evitam escovar os dentes perto de outras pessoas ou participar de reuniões em que devam falar em público (ou que incluam refeições) para evitar situações comprometedoras.

São pessoas que escondem seu sorriso, têm dificuldade em mastigar ou não se sentem confortáveis e seguras com suas dentaduras ou pontes móveis. Alguns relatam até dificuldades no relacionamento social e amoroso, devido a essas inseguranças.

Os implantes dentários, atualmente, são a melhor solução para estas situações.

Implantes Carga Imediata

É sabido por todos que a odontologia não para de evoluir. Prova disso é o processo de implante dentário que permite ao paciente mastigar, assim que sai da cadeira do dentista. Já no sistema convencional, isso só acontece depois de seis meses, período necessário para que o implante se integre ao osso (osseointegração).

Chamado de Carga Imediata, numa referência ao fato de o implante poder receber “carga” logo após a cirurgia, o novo processo pode ser utilizado por pessoas que perderam um ou mais dentes.

Os requisitos básicos são: ter uma boa saúde (inclusive bucal), uma boa oclusão e um volume e qualidade ósseos que permitam a fixação imediata do implante ao osso. No processo convencional, são necessárias duas cirurgias, uma para colocar o implante dentro da gengiva e, posteriormente, outra para “desenterrá-lo”, a fim de colocar a prótese definitiva. Na técnica de Carga Imediata, o implante fixa-se imediatamente ao osso, sendo necessária apenas uma cirurgia.

O processo é um grande incentivo a pacientes que precisam resolver problemas de forma definitiva e em pouco tempo. Por isso, a procura tem sido grande. Hoje temos atendido pessoas vindas de todo o Brasil e de outras partes do mundo, como Portugal, Itália e toda a América Latina. Na Dr. Veit Odontologia & Saúde, existem vários casos documentados, com características diversas.

Caso Clínico 1

site-Caso-clínico-1a site-Caso-clínico-1b

 

Caso Clínico 2

site-Caso-clínico-2a site-Caso-clínico-2b

 

Caso Clínico 3

site-Caso-clínico-3a site-Caso-clínico-3b

 

Caso Clínico 4

site-Caso-clínico-4a site-Caso-clínico-4b

 

Caso Clínico 5

site-Caso-clínico-5a site-Caso-clínico-5b

 

Caso Clínico 6

site-Caso-clínico-6a site-Caso-clínico-6b

Caso Clínico 7

site-Caso-clínico-7a site-Caso-clínico-7b

 

Caso Clínico 8

site-Caso-clínico-8a site-Caso-clínico-8b

 

Caso Clínico 9

site-Caso-clínico-9a site-Caso-clínico-9b

 

Caso Clínico 10

site-Caso-clínico-10a site-Caso-clínico-10b

 

Implante sem Corte

Cirurgia guiada ou implantes sem corte são realizados após um planejamento virtual, onde é feito o guia cirúrgico para realizar a cirurgia guiada. Este planejamento é realizado a partir de uma tomografia computadorizada da arcada toda, através de um planejamento virtual em 3D. O guia confeccionado neste processo permite a colocação dos implantes sem necessitar de cortes exploratórios na gengiva com lâminas de bisturi, evitando assim as suturas.

A cirurgia é realizada com anestesia local, de forma rápida e segura.

Implante Zigomático

As próteses móveis são coisas do passado e podem ser substituídas, alcançando um efeito funcional e estético extraordinário, por meio de implante zigomático. A técnica desenvolvida na Suécia permite a pessoa usar prótese fixa sem fazer enxerto ósseo. O método é simples, seguro e não apresenta risco para o paciente. Porém, requer prática e só deve ser realizado por um profissional experiente.

A técnica evita que o paciente precise remover o osso da crista ilíaca, calota craniana ou de outra região do corpo. Isso ocorre quando há perda óssea, causada pelo uso prolongado da dentadura, que exerce uma força excessiva sobre o osso e provoca uma grande reabsorção óssea. No implante zigomático, os pinos de titânio são ancorados e fixados ao osso zigomático. Após dois ou três dias da implantação dos pinos, o paciente pode usar a prótese móvel provisória. Depois de seis meses, a prótese fixa é colocada (fim da dentadura). É importante esclarecer que o método não substitui o implante convencional, sendo inclusive associado a este na arcada superior.

Casos de difícil reabilitação oral têm sido solucionados por meio do implante zigomático com ótimos resultados funcional e estético. A prótese fica firme sem qualquer possibilidade de se deslocar. A única exigência para a longevidade do tratamento é a de que a pessoa siga as normas de higiene e as orientações do dentista.

26
Radiografia da boca do paciente


Enxerto Ósseo

Quando o osso não é suficiente para a colocação do implante, é realizado o enxerto ósseo no local. Pode ser feito com osso retirado de outra parte do corpo do próprio paciente ou com uma substância que induz à formação óssea.
É considerada uma cirurgia delicada, que exige cuidado.

 

Procedimentos Pré-Operatórios

 1) A alimentação deve ser leve, à base de sucos, frutas, torradas, sopas, etc. Evite alimentos gordurosos, frituras, laxantes (mamão), fermentáveis (leite, queijos, banana). Evite também ingerir café ou outra bebida que contenha algum estimulante;

2) Evite o uso de joias e maquiagem;

3) Usar roupas confortáveis no dia e hora da intervenção;

4) Descansar bem na noite anterior à cirurgia;

5) Evitar bebidas alcoólicas antes e após a intervenção cirúrgica;

6) Não dirigir automóvel no dia e após a intervenção cirúrgica;

7) Planejar previamente a ausência no trabalho, de acordo com o tipo de cirurgia que será realizada;

8) Evitar a ingestão de remédios à base de ácido acetilsalicílico por pelo menos 4 dias antes da intervenção, como por exemplo: AAS, Aspirina, Melhoral, Aspirina C, Bufferin, Coristina D, Doloxene-A, Doril, Engov, Sonrisal, Superhist, etc;

9) Tomar cuidadosamente os medicamentos conforme a prescrição recebida na clínica;

10) Trazer os medicamentos prescritos no dia da intervenção, quando recitados;

11) Esclareça suas dúvidas antes de vir para a cirurgia. Tenha certeza de que entendeu as orientações pré e pós-operatórias, assim como a prescrição dos medicamentos a serem tomados.

 

Procedimentos Pós-Operatórios

1) A alimentação no primeiro dia deverá ser: refeições líquidas, geladas ou frias, não ácidas e sem resíduos. Do segundo ao quarto dia, refeições pastosas, sem resíduos e não ácidas;

2) Tome bastante líquidos e se alimente adequadamente após a cirurgia. A alimentação deverá ser cautelosa na primeira semana. Evite alimentos ácidos e dê preferência aos alimentos semilíquidos ou pastosos, passados pelo liquidificador e peneirados (exemplo: sucos de fruta, sopas bem nutritivas e mingaus são os mais indicados);

3) Manter repouso relativo até o quarto dia pós-intervenção, sem atividades esportivas ou esforços físicos, sem exposição ao sol ou calor;

4) Deitar com dois travesseiros nos primeiros dias, pois isto evita o inchaço, e não dormir do lado operado;

5) Evitar o uso de analgésicos que contenham ácido acetilsalicílico nesta fase de recuperação. Exemplos: AAS, Aspirina, Melhoral, Aspirina C, Buferin, Coristina D, Doloxene-A, Doril, Engov, Sonrisal, Superhist, etc;

6) Remoção das bandagens somente 24 horas pós-intervenção ou conforme recomendação do profissional;

7) Usar compressas geladas na face do lado operado no primeiro dia;

8) Seguir rigorosamente a prescrição dos medicamentos;

9) Passado o efeito da anestesia, tome o analgésico prescrito se sentir dor. Se a dor persistir após 3 horas, entre em contato com o profissional responsável;

10) Qualquer medicamento prescrito deverá ser tomado rigorosamente nos dias e horários recomendados;

11) Comparecer na clínica para controle pós-cirúrgico conforme orientação recebida;

12) Higiene da boca pode ser feita lavando-a cuidadosamente com água fria. Evitar fazer qualquer esforço ou bochechos durante a higiene;

13) Eventualmente, poderá haver sangramentos (observados na saliva). Isso ocorre nas primeiras horas após a intervenção cirúrgica, e é normal ir desaparecendo logo. Caso o sangramento seja excessivo ou forme coágulos abundantes, entre em contato com o profissional responsável imediatamente. Em hipótese alguma lave a boca para evitar sangramento ou mesmo remover os coágulos;

14) Caso ocorra o rompimento da sutura (ponto) ou a ferida cirúrgica abrir, entre em contato imediatamente com o profissional responsável;

15) Se perceber uma crosta branco-amarelada no local onde ocorreu a cirurgia, ela não deverá ser removida, pois constitui uma defesa do organismo;

16) Nos casos de colocação de enxertos e/ou barreiras, se perceber a presença de pus ou cheiro forte, comunique-se imediatamente com o profissional responsável;

17) O edema (inchaço) é um sinal normal em qualquer processo de reparação no organismo, podendo variar de intensidade de um caso para outro. O uso correto dos medicamentos, da bolsa de gelo e da bandagem geralmente controla a intensidade e duração do processo, mas não necessariamente impede sua ocorrência;

18) Qualquer dúvida com relação a estas instruções, entre em contato com o profissional responsável;

19) O respeito às instruções acima é fundamental para o sucesso e bom resultado do procedimento durante e após a cirurgia.